fbpx

Como uma mudança de carreira pode acontecer !

Hoje em dia a busca por profissionais de coaching é grande e maior ainda é a oferta de cursos para se tornar um coaching, geralmente pessoas infelizes no trabalho buscando por um crescimento profissional rápido ou para descobrir seus melhores talentos afim de serem felizes profissionalmente  e claro pessoas que estão buscando uma nova oportunidade. Passei a refletir sobre a minha mudança profissional que acabou acontecendo de uma outra forma, eu precisava resolver minha vida pessoal em virtude do meu momento de vida, por isso fui buscar ajuda. Meu primeiro contato com a psicologia ajudou um pouco, não me lembro ao certo qual linha era, talvez fosse comportamental, não tenho certeza, por um tempo minha vida melhorou mas, em um curto espaço de tempo tudo voltou como era.
Acabei indo fazer um curso por engano, e digo engano porque acreditava que estava indo fazer um curso de liderança, que tinha tudo a ver com meu momento de vida profissional, afinal, eu estava em um projeto no qual eu era um tipo de líder técnico. Resumindo um pouco essa historia, o curso era de liderança sim mas, com uma grande diferença… era um curso de liderança para minha vida, um curso que eu aprenderia a ser o líder, o coordenador, o gerente da grande empresa chamada vida !!! Acho que nunca mais fui o mesmo, ou melhor acho que fui mais eu do que nunca fui, afinal aprendi um pouco mais a meu respeito.
Então no meu caso, acabei fazendo uma grande mudança não por conta de um desejo de ser mais bem sucedido profissionalmente mas, por conta da minha vida pessoal. 
Decidi que eu iria trabalhar com pessoas, que eu iria trabalhar neste mesmo treinamento que me ofereceu uma oportunidade de olhar para minha própria vida, quando tomei essa decisão, tracei um plano de mudança, para aqueles que trabalham com Tecnologia, fiz uma “gmud” da minha própria vida – gmud quer dizer gerencia de mudança – fiz um planejamento de cursos e formações que eu deveria fazer baseado no currículos de profissionais da área de desenvolvimento humano, em seguida, planejei em quanto tempo isso deveria acontecer, neste planejamento de tempo inclui a parte financeira, pois o tempo no caso, estava diretamente ligado a parte financeira, afinal, tempo quer dizer experiência e com mais experiência eu poderia aumentar minha possibilidade financeira e assim gradativamente poderia me retirar da área de ti e ficar apenas com a área de humanas. 
 
E que fique muito claro para quem gosta de deixar a meta em aberto e depois aumentar a meta, no meu caso acho que isso não iria funcionar, tem que ter meta sim !!!  



Neste período eu voltei a fazer terapia, e cada vez que eu aprendia a meu respeito, eu tinha mais certeza que estava no caminho certo !!
O interessante é que cada vez que fui me desapegando da área de TI, no caminho inverso, as coisas davam cada vez mais certo nesta área, mais ofertas de empregos, menos stress, mais auto realização, mais projetos, ou seja, a partir do momento que passei a ter uma maior conhecimento de quem sou minha vida profissional mudou e mudou para muito melhor, a única diferença é que essa vida profissional já não fazia mais sentido !
Hoje depois de 6 anos desta decisão tenho duas pós graduação em psicologia – sendo uma delas a psicologia junguiana – e algumas outras formações que me habilitam a oferecer uma possibilidade para outros que também desejam se conhecer !
Depois de alguma tempo e já com experiência no consultório de psicoterapia percebo um grande número de pessoas que sofrem com problemas que não sabem exatamente o motivo, pessoas totalmente apáticas e depressivas e muitas, muitas sem saber realmente o que querem de suas vidas.
Seguindo um pensamento analítico, para mim, a vida profissional e vida pessoal são pares de opostos e digo isso porque vejo e escuto uma quantidade enorme de historias sobre pessoas que são muito bem profissionalmente, mas tem uma vida pessoal de aparências camufladas por mídias sociais, selfies bem produzidos e antidepressivos, não diferente desta realidade, na outra ponta temos pessoas razoavelmente resolvidas na vida pessoal e totalmente neurótica na vida profissional, sem conseguir se estabelecer profissionalmente, sofrendo de abuso moral ou se submetendo à jornadas de trabalho totalmente desumanas.
Talvez para o leigo não fique claro o que quer dizer pares de opostos mas, de forma simples se é possível falar que algo é simples dentro da visão junguiana, podemos entender que pares de opostos são duas realidades de de uma mesma coisa, por exemplo o consciente e inconsciente, a luz e a sombra ou o bem e o mal, ou seja , a vida profissional e vida pessoal são realidades de uma mesma pessoa. 
Hoje vejo minha vida profissional de uma outra forma, fiz uma mudança carreira tremenda, estou saindo da área de tecnologia para trabalhar como um terapeuta, como um psicoterapeuta junguiano, mas vejo também que melhorei muito no meu trabalho com tecnologia, e quando falo que melhorei não quero afirmar que sou o melhor funcionário, não, isso não é verdade mas, entendo que posso enfrentar os problemas do trabalho de uma forma melhor e entender que eu sou aquele que trabalha na frente do computador até as 16 horas e após esse horário eu sou o mesmo que está ali no consultório escutando a dificuldade de outra pessoa que já não aguenta mais o trabalho e querem mudar de carreira ou entender quem são de verdade.
 
Então a dica que eu posso dar hoje para quem busca uma mudança de carreira, busque também uma mudança pessoal, busque se conhecer, conhecer suas sombras, suas máscaras e busque principalmente entender qual seu papel neste mundo e principalmente qual seu papel com si mesmo !
Daniel Gomes
psicoterapeuta junguiano
dgterapia@gmail.com
 
conhecendojung
conhecendojung

COMPARTILHAR

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

mega888 apk